A Hipermetropia

 

A Hipermetropia ocorre num erro refractivo formando as imagens através da retina. Num olho hipermétrope, a imagem não é apresentada correctamente na retina, como num olho normal, mas sim por trás da retina, logo, a imagem não é transmitida correctamente ao cérebro.

Uma pessoa hipermétrope vê mal ao perto e ao longe e faz um grande esforço ocular para que consiga obter imagens nítidas.

 

As causas da Hipermetropia

 

Existem duas causas principais para a ocorrência da hipermetropia. Uma das causas é a apresentação de uma córnea com uma curvatura alterada, ou seja, mais plana que o normal. A outra causa é porque o olho tem um comprimento menor em relação ao normal. Normalmente, uma pessoa hipermétrope está relacionada com causas hereditárias.

 

Sintomas da Hipermetropia

Uma vez que, uma pessoa hipermétrope realiza um grande esforço para obter imagens nítidas, a pessoa pode apresentar dores de cabeça e sentir a vista cansada. Até aos 40 anos de idade a hipermetropia pode passar despercebida, no entanto, nas crianças é facilmente perceptível até porque apresenta sinais de estrabismo.

 

hipermetropia

 

A hipermetropia não tem cura, no entanto, existe métodos de correcção disponíveis como a utilização de óculos, lentes de contacto ou, a partir dos 20 anos, ser operado através de laser, permitindo á pessoa hipermétrope fazer uma vida normal.

 

 

One thought on “A Hipermetropia

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *